Segunda-feira, 7 de Abril de 2008

Tecidos Inteligentes

Actualmente, a Moda tem vindo a conquistar um lugar de prestígio, consequentemente marca terreno e possuí um papel de relevo na sociedade.
            Um dos factores de maior influência para a criação dos vestuários foi a necessidade do Homem se proteger do meio ambiente.
            A Moda, pode-se definir como o uso ou hábito que acompanhou a história do indivíduo, desde a origem humana, recebe interferência do meio e reflecte-o de maneira social e cultural.
            Deste modo, surge assim os tecidos inteligentes, associados a uma nova tecnologia, a nanotecnologia. Esta ciência, permite produzir em escala nanómetrica, ou seja, construção de estruturas a partir de atómos, torna-se possível modificar as propriedades de materiais já existentes, ou projectar novos materiais.
            Assim, com o uso da nanotecnologia aliada ao campo da moda, o resultado são tecidos inteligentes e design de moda capazes de responder às necessidades e desejos de cada um de nós. Este facto, faz com que ‘a forma comece a corresponder à função’, ou seja, a procura para obtenção de mais conforto e praticidade, através de respostas às exigências, além das convências, possibilita ao designer, maior liberdade de criar.
            Em resposta à junção da tecnologia com a moda, surgem roupas, que não sujam, repelem café, manchas de fruta e de vinho, coletes anti-bala, roupas capazes de espantar mosquitos ou qualquer tipo de insecto, que impedem a acção dos raios ultra-violeta e ainda calçado que procura combater o stress e celulite, são assim algumas novidades na indústria da moda, que busca responder e agradar o consumidor, que cada vez mais se torna crítico e exigente. Com estas características, procura-se além do bem-estar e conforto, evitar pequenos incidentes desagradáveis, como o café derramado.
            A explicação e manutenção destes tecidos, encontra-se nas nanopartículas que permitem mudar as propriedades dos tecidos, podendo matar virús e bactérias, bloquear toxinas, permitir a troca de calor do corpo e até mesmo lavá-los, sem que estes percam as características.
            Em suma, o design de moda, considera primordial e aplica em cima do modelo, do estilo, do conforto e da forma, o bem-estar do consumidor. Surgindo assim, os tecidos inteligentes, com efeitos antibacteríanos, antimanchas e térmicos, com objectivo de oferecer qualidade aos produtos, pois expande o leque de possibilidades e projectos, contribuíndo para o bem-estar e exigências do consumidor.        
  
publicado por Ana's às 21:12

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.Maio 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Tingimento Caseiro

. 2ºPeríodo

. A Influência da moda nos ...

. Estampados dão nova vida ...

. Pintura em tecido

. Tingimento...

. Influência do pH no tingi...

. Tecidos Inteligentes

. Fibras Sintéticas

. Fibras Naturais

.arquivos

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.Relógio

blogs SAPO

.subscrever feeds