Quinta-feira, 20 de Março de 2008

Fibras Sintéticas

O nylon foi a primeira fibra têxtil sintética a ser produzida. Dos fios deste polímero fabricam-se o velcro e os tecidos usados em meias femininas, roupas íntimas e biquínis. É um fio tão resistente quanto o fio que forma a teia de aranha. Um dos exemplos da sua resistência é o fio de pesca que é fabricado com nylon.         

 

O poliéster é um tipo de tecido sintético que tem diversas aplicações no nosso quotidiano. Tem uma aplicação especial na produção de tecidos para fabricação de roupas. Podemos definir o poliéster como sendo uma categoria de polímeros que contém o grupo funcional éster na sua cadeia principal. A sua fórmula química é C10H8O4.                             

                                                                   

A lycra é uma fibra sintética inventada pela Du Pont e pertence à classificação genérica elastano das fibras sintéticas (conhecida como spandex nos E.U.A. e Canadá) sendo descrita em termos químicos como um poliuretano segmentado. A Lycra é sempre combinada com outro tipo tecido, pois não existe nenhum tecido que seja 100% de Lycra.

publicado por Ana's às 19:35

link do post | comentar | favorito

Fibras Naturais

 

O algodão é uma fibra natural branca ou esbranquiçada obtida numa planta de seu nome algodoeiro. É uma das principais fibras têxteis de produção, porém apenas quatro espécies de algodoeiro é aplicável no fabrico de tecidos.   

 

 

A seda é uma fibra proteica também natural, que se obtém a partir de casúlos do bicho-da-seda por processos designadas sericicultura.

Esta fibra é produzida através da baba das lagartas, em que, estas expelem através das glândulas o líquido da seda envolvido por uma goma que se solidifica imediatamente em contacto com o ar, formando assim a seda.

 

 

A lã, obtida através do pêlo das ovelhas, que depois de retirado é processado industrialmente para fins têxteis e outros. O seu processamento envolve três fases, lavagem, cardação (onde a lã se transforma em fio) e fiação.

 

 

O linho é uma planta herbacéa, bastante rara, principalmente desde que o linho industrial passou a existir. É constituído basicamente por substâncias fibrosas, da qual se extraem as fibras longas para a fabricação de tecidos. No seu tratamento estão incluídos vários processos naturais. 

publicado por Ana's às 18:43

link do post | comentar | favorito

A História do tecido...

 

 

Na produção de tecido, o fio é utilizado como elemento básico do tecido, sendo constituído tanto por fibras naturais retiradas das plantas, como o algodão, como por filamentos de fibras sintéticas. 

O algodão é uma fibra esbranquiçada, muito macia e fofa que provém de uma planta denominada algodoeiro. Quando os frutos amadurecem e as capsúlas que envolvem as sementes abrem, pode ser recolhida a matéria fibrosa constituída por pêlos que revestem as sementes e que se domina capulho.

Em seguida, estas fibras naturais passam por uma série de processos preparatórios, antes de serem transformados em fios, e posteriormente formarem o tecido.

As etapas são as seguintes:

1-Limpeza manual;

2-Descaroçamento;

3-Retirada de impurezas;

4-Cardamento;

5-Fiacção;

6-Tecelagem manual.

 

Nota: Os processos referidos dizem respeito à formação do tecido através do algodão, no entanto, existem outros tipos de fibras, por exemplo a lã. 

    

   

 

publicado por Ana's às 17:50

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.Maio 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Tingimento Caseiro

. 2ºPeríodo

. A Influência da moda nos ...

. Estampados dão nova vida ...

. Pintura em tecido

. Tingimento...

. Influência do pH no tingi...

. Tecidos Inteligentes

. Fibras Sintéticas

. Fibras Naturais

.arquivos

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds